Pare de se Comparar aos Outros e Seja Feliz!

Humaníssimo,

Isso pode soar um pouco engraçado, visto que nos bastidores vivemos brincando com expressões como “a grama do vizinho é sempre mais verde” e “Maria vai com as outras”. São piadas culturais. No entanto, se começarmos a nos observar, veremos que nos comparamos com os outros o tempo todo, geralmente nos auto-depreciando.

Como parar com essa atitude e atingir melhores resultados na vida? Seja para atingir o corpo que tanto deseja, realizar o sonho de fazer aquela viagem, etc.

Fique calmo, Humaníssimo, nós vamos compartilhar com você algumas estratégias que podem ser utilizadas no seu dia a dia.

  1. Você nunca sabe de verdade o que está acontecendo nos bastidores. Enxergamos algumas pessoas apenas pelo que ela aparenta ser ou como ela nos vende a sua imagem, fazendo com que o sentimento de inveja seja desperto, porém, muitas vezes acabamos por descobrir que essa inveja é infundada, pois ninguém é ou tem uma vida perfeita. Se esse sentimento já fez parte da sua vida em algum momento, saiba que é completamente normal. Você sente inveja, mas não para e pensa que talvez aquela pessoa não tenha muitas responsabilidades e stress, tenha tempo de sobra para se exercitar, descansar e se alimentar bem. Nunca se sabe de verdade o que está acontecendo “por trás das câmeras”. Perdemos nosso tempo julgando e nos comparando aos outros.
  2. Você nunca sabe onde as pessoas estarão daqui um ano. Sabe aquela famosa frase “o mundo dá voltas?”. Pois bem, é mais ou menos isso. O melhor exemplo disso é na questão fitness. A maioria das pessoas ganha peso, e depois perde, e ganha de novo… Depende muito das fases da vida. Tudo pode mudar muito rápido e nós nunca sabemos o que vai acontecer nos próximos dias, ou até, nas próximas horas, minuto, segundos… Quando se fala sobre objetivos, qualquer coisa pode acontecer, e quase sempre relacionado a motivação, ou então alguma situação delicada na família… Tudo está relacionado na vida, nada existe simplesmente por existir. Você precisa dar um desconto a si mesmo e ser mais leve consigo, pois não há como estar com um problema na família, por exemplo, e esperar que continue no mesmo ritmo e motivação de antes, pelo menos por um tempo. Isso ocorre porque tudo o que acontece respinga por todo o resto. Da mesma forma que ocorre negativamente, se você estiver feliz, esse sentimento irá se expandir para as outras áreas também.
  3. O terceiro hábito é o mais importante. De que forma comparar-se com os outros e ser e nutrir esse sentimento de inveja ajuda você? Não importa o quão mal ou bem sucedida é a outra pessoa, seja no trabalho, relacionamento, saúde, etc. Você pode ter um amigo ou conhecido que é tudo o que você gostaria de ser e você o ressente por isso, mas pare e pense: isso não ajuda você em nada. Você não sai do lugar agindo assim. No que isso ajuda você a conquistar seus objetivos, Humaníssimo? Quando se está lutando para conquistar objetivos, não importa onde a outra pessoa está, e sim onde você está. Você precisa seguir em frente e buscar entender quais os passos diários, quais as ações, que o levarão a realizar os seus sonhos. Você tem o direito de estar bravo, frustrado, enfim, seja lá como for, mas você ainda tem que levantar e fazer as coisas por si mesmo.

Guarde esses ensinamentos consigo, Humaníssimo, e procure usá-los no seu dia a dia. Lembre-se que você não sabe o que está acontecendo de verdade na vida dos outros, que tudo pode mudar em questão de segundos e que não interessa em que patamar os outros estão, o que importa é onde você está e o que você precisa fazer para evoluir e continuar lutando pelos seus objetivos.

Comparar-se com os outros não vai ajudar ou mudar nada, é apenas um gasto de energia. Você tem duas opções: fique feliz por eles, ou então ignore-os. Seja prático: o problema é esse? Ok, o que eu posso fazer para resolvê-lo? Quais são as possíveis ações que você pode tomar? Lute por você mesmo, Humaníssimo. Ame-se incondicionalmente e seja feliz.

Deixe seu comentário abaixo com a sua opinião. Você concorda com o que foi dito? Já parou para pensar nesse assunto? Comente abaixo com a sua opinião, ela é muito importante para gente!

Até a próxima!