A Comida pode Mudar o seu Humor?

Você tem se sentido irritado e impaciente ultimamente e não sabe o motivo? Talvez seja algo que você comeu, Humaníssimo! Você já ouviu falar em mudanças de humor devido à comida?

Já ouviu alguém dizer algo como “me dê um pudim e outros doces e me torno uma pessoa diferente”? Ou então “tenho um alter ego que come porcarias e outro que come salada”?

Pesquisas indicam que o que comemos afeta o quanto bravos ficamos.

No entanto, muitas pessoas ainda acreditam que a ligação entre comida e humor é mentira. Um estudo recente da University of California mostrou que “maior quantidade de gorduras trans foram associadas de forma significativa com maiores níveos de agressividade”, assim como comentou a professora Beatrice Golomb. Ela ainda completou que “a gordura trans interfere com o metabolismo do ômega3 e, aparentemente, os neurônios cerebrais precisam do ômega3 para nos manter brilhantes e ágeis. A falta de ômega3 já foi associado com depressão e comportamento antissocial. Além disso, de acordo com alguns experts, parece que muitos de nós da era onde tudo é industrializado (inclusive a comida) temos deficiência de ômega3 nas nossas dietas.

Entenda uma coisa: não estamos dizendo que se você comer uma salsicha, por exemplo, vai sair batendo em alguém por aí. A questão toda gira em torno dos “padrões de alimentação”. Outro estudo indicou que quando os níveis de serotonina no cérebro caem, devido a stress ou à falta de alimentação, isso afeta as regiões cerebrais responsáveis ela raiva, resultando em um turbilhão de emoções incontroláveis.

Então, por que a relação entre comida e humor não é abertamente aceita? Poucas evidências, dizem os cientistas. Correlação não prova causalidade, pelas seguintes razões: há um argumento forte de que quando alguém se sente mal, há uma probabilidade maior de afogar as mágoas com uma comida gordurosa. Também tem a contradição causada pelas pesquisas de nutrição, que graças à cobertura simplista da mídia, nos deixam confusos.

Tudo isso prova que a vida é muito maior do que estudos aleatórios e, é por isso que a relação comida-humor não é tão bem aceita. A Dra. Alex Richardson da Universidade de Oxford comenta que a gordura trans artificial é particularmente danosa à saúde e que algumas pesquisas sugerem que ela reage com drogas como anfetamina, aumentando os efeitos psicóticos nos indivíduos. Além disso, ela pode estar ligada à doença cardiovascular.

Richardson também aponta o açúcar como inimigo número um. “Todos nós sabemos quando a quantidade de açúcar no sangue cai, nos sentimos mal-humorados”, explicou ela.

Mas então, o que deveríamos estar comendo no lugar? Peixes ricos em óleo. Richards sugere uma dieta no estilo mediterrâneo, com mais frutas e vegetais, uma vez que pessoas com essas dietas reportaram sentir-se mais calmas, felizes e energizadas.

Então, a combinação perfeita: peixes ricos em óleo, dieta mediterrânea e amplas porções de frutas e verduras – a dieta exata com propriedades medicinais para o nosso corpo é também benéfica para o nosso cérebro.

Você concorda com esses dados, Humaníssimo? Qual sua opinião sobre o assunto?

Até a próxima!